Polícia

Ex-faccionada foge de tribunal do crime e ‘Dama da Noite’ do PCC é presa

Na última sexta-feira (28), mulher de 35 anos conseguiu fugir de um tribunal do crime do PCC (Primeiro Comando da Capital) após ser sequestrada e torturada. Ela estava em uma casa na Vila Popular e a responsável, conhecida como Dama da Noite, acabou presa. Conforme as informações da polícia, a mulher de 31 anos contou […]

Renata Portela Publicado em 31/08/2020, às 08h52 - Atualizado às 09h31

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

Na última sexta-feira (28), mulher de 35 anos conseguiu fugir de um tribunal do crime do PCC (Primeiro Comando da Capital) após ser sequestrada e torturada. Ela estava em uma casa na Vila Popular e a responsável, conhecida como Dama da Noite, acabou presa.

Conforme as informações da polícia, a mulher de 31 anos contou que deixou a facção criminosa em 2016 e estava morando no interior. Ainda segundo ela, Dama da Noite era uma conhecida por causa do PCC e na última semana ligou para a vítima, convidando para morar com ela em Campo Grande.

Assim, ela aceitou e veio para a Capital. Já na quinta-feira (27), 8 homens foram até a casa da suspeita, que passou a agredir a vítima, a acusando de traição. Então, a mulher dizia que mataria a vítima, em um tribunal do crime.

Com isso, ela foi levada até um cativeiro, onde foi agredida e aguardava a sentença, já tendo sido avisada que morreria. Momentos depois, a vítima conseguiu fugir correndo e se escondeu em uma casa nas proximidades, quando chamou a Polícia Militar.

As equipes localizaram a mulher de 31 anos, que acabou presa em flagrante por sequestro e cárcere privado e tentativa de homicídio. Ela, no entanto, alegou em depoimento que não faz parte de facção e que isso seria invenção da vítima. O caso é investigado pela 7ª Delegacia de Polícia Civil.

Jornal Midiamax