Eletricista furtou 300 metros de cabo e deixou 10 bairros sem internet

Suspeito foi preso em ação da Polícia Civil

Eletricista de 33 anos foi preso em flagrante na manhã de quarta-feira (28), pelo (Setor de Investigações Gerais) da 5ª Delegacia de de Campo Grande, pelo de 300 metros de cabos de telefonia e fibra ótica na Avenida Cafezais, na região do Jardim Los Angeles. Pelo menos 10 bairros ficaram sem telefone e internet.

Durante as investigações a equipe percebeu que o eletricista, que é suspeito de vários s do mesmo tipo na região sul da capital, sempre escolhia lugares pouco movimentados e praticava os s sempre durante a madrugada. 

Após o segundo no mesmo local, os investigadores junto a uma empresa de telefonia, resolveram instalar um alarme em um dos cabos de telefone para tentar efetuar a prisão. Na madrugada desta quarta-feira, por volta das 4h um dos alarmes foi acionado e equipe policial que já estava de prontidão conseguiu flagrar o eletricista.

O suspeito já tinha cortado cerca de 300 metros de cabos metálicos de alto teor de cobre e fibra ótica. Ele se utilizava de um terreno de um abandonado cercado por muros ao lado da rede telefônica para esconder os cabos cortados e depois dividir em partes menores e transportar em três bolsas que foram encontradas com ele. Ele portava também três facas de cozinha que usava para o corte dos cabos telefônicos.

Segundo o funcionário da empresa telefônica, cerca de 10 bairros da capital ficaram desassistidos dos serviços de telefonia e internet devido à ação delituosa, causando um prejuízo aos usuários deste sistema de comunicação.

“O eletricista, que já possui outras passagens por e , foi preso em flagrante pelos crimes de qualificado, desobediência e resistência, onde foi encaminhado à 5ª Delegacia da Capital, juntamente como os petrechos para cometimento do crime e uma parte do material furtado, onde foi apresentado à autoridade policial para as providências cabíveis”, disse a em nota.

Eletricista furtou 300 metros de cabo e deixou 10 bairros sem internet
Mais notícias