‘É você, né?’: morto a tiros enquanto conversava com amigos seria do PCC

Teria sido assassinado por integrantes do CV (Comando Vermelho)

Alexandre Silva Reis, 23 anos, assassinado com pelos menos oito tiros, nesta terça-feira (24), em Coxim a 253 quilômetros de Campo Grande, seria integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Alexandre foi morto enquanto conversava com amigos em frente a uma residência.

Uma testemunha contou a polícia, que dois homens em uma motocicleta chegaram ao local e antes de efetuarem os disparos teriam dito, “É você, né?”. Em seguida vários disparos foram feitos, cerca de oito tiros, que atingiram a cabeça, tórax e braço. Segundo informações, os atiradores seriam da facção rival CV (Comando Vermelho).

Alexandre seria conhecido como ‘Gordinho’. Testemunhas informaram que Alexandre já foi preso três vezes por crimes relacionados ao tráfico de drogas. Entretanto, da última vez que deixou a prisão teria prometido à família que deixaria o crime e já estava há cerca de um ano longe de delitos.

Câmeras de segurança de um estabelecimento comercial próximo teria gravado o assassinato. A polícia tenta identificar os autores, sendo que um deles seria baixo e moreno.

O crime aconteceu na divisa dos bairros Vila Bela e Pequi. Alexandre estava sentado em uma cadeira, de costas para a rua, em frente a uma residência. Enquanto conversava com amigos, o suspeito se aproximou e atirou diversas vezes. A vítima ainda tentou correr, mas caiu. Depois de cometer o crime, o autor subiu na garupa de uma motocicleta que lhe dava cobertura e fugiu.

Mais notícias