Durante briga, agente penitenciária dispara contra marido no Carandá Bosque

Casal entrou em luta quando arma foi disparada

Durante uma briga de um casal, uma agente penitenciária de 36 anos e um médico tenente coronel do Exército de 48 anos, nesta quinta-feira (6), em Campo Grande, no Carandá Bosque, foi feito um disparo de arma de fogo.

A briga entre os dois teria começado por volta das 14 horas desta quinta (6), quando para se defender das agressões do marido, a agente penitenciária pegou sua arma que acidentalmente acabou disparando, mas não acertou ninguém.

A mulher procurou a delegacia para registrar o boletim de ocorrência, que foi confeccionado na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). O marido também buscou a Depac para se apresentar, mas foi orientado a procurar a delegacia especializada onde havia sido registrado a ocorrência por sua esposa. Ele não foi preso.

O caso foi registrado como disparo de arma de fogo e violência doméstica. O casal tem uma filha de 3 anos, e não se sabe se a criança estava na casa no momento da briga.

Mais notícias