Drone flagra carvoaria e desmatamento ilegal em área de reserva

Responsável foi multado em R$ 21 mil

Usando , a PMA () descobriu uma carvoaria ilegal enquanto investigava desmatamento de árvores nesta quarta-feira (03), no município de Alcinópolis, a 387 quilômetros de Campo Grande. O responsável, que é morador na cidade de Costa Rica, foi multado em R$ 21 mil e vai responder por crime ambiental.

Conforme nota, os policiais foram acionados para atender a denúncias de exploração ilegal de madeira na área de reserva coletiva do assentamento rural Santa Fé. A equipe utilizou um e verificou diversas pequenas áreas de extração ilegal da madeira na reserva, porém, não encontrou nenhum infrator no local.

Durante o sobrevoo do , os policiais perceberam vários pontos de derrubadas de árvores de grande porte na propriedade vizinha ao assentamento. Durante vistoria no local, foi localizada uma pequena carvoaria com um forno que funcionava de forma ilegal e processava carvão nativo da madeira das árvores exploradas. 

A área de exploração ilegal foi medida com GPS e estava dentro de um polígono de 53 hectares, com vários pontos salteados de exploração. Tanto a atividade carvoeira, como a exploração da madeira, era realizada sem a licença ambiental. As atividades foram embargadas. O dono responderá crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem a autorização ambiental, cuja pena é de um a seis meses de detenção e por crime de exploração ilegal de madeira, com pena prevista de seis meses a um ano.

Drone flagra carvoaria e desmatamento ilegal em área de reserva
Mais notícias