Dono de rinha é multado em R$ 15 mil por maus-tratos a 30 galos

A  PMA (Polícia Militar Ambiental) de Dourados autuou em R$ 15 mil um infrator por maus-tratos a animais que teve 30 galos apreendidos. Policiais de Dourados receberam na tarde desta quarta-feira (27), documentos de ocorrência Policial da Polícia Militar de Ponta Porã, que havia detido um homem de 34 anos, depois de denúncia de possível rinha de galos que ocorreria em sua residência.

Os Policiais Militares do 4º Batalhão de Ponta Porã teriam encontrado no final da tarde do dia 23 (há três dias), 30 animais domésticos da espécie galo-índio (Gallus gallus domesticus) e havia ainda uma arena (rebolo), porém, não ocorria rinha no momento da vistoria.

No quintal da residência do infrator, à rua Ministro Salgado Filho, em Ponta Porã, alguns animais eram mantidos confinados em gaiolas de madeira apertadas com restrição de movimentos, privação de luz solar e circulação aérea inadequada e alguns estavam soltos. Os galos apresentavam diversos ferimentos na crista e peito, bem como todas as aves apresentavam-se mutiladas com as esporas cortadas, sinais característicos de emprego dos animais em rinhas.

A arena (rebolo) que é utilizada para colocar os animais em briga ratifica que o local funcionava como uma rinha, apesar de não estar havendo brigas naquele dia. Os animais e caixas foram apreendidos pela PM de Ponta Porã.

A Polícia Militar de Dourados efetuou hoje (27), ao tomar conhecimento dos fatos, a responsabilização administrativa com procedimento de um auto de infração e aplicação de multa no valor de R$ 15 mil contra o infrator. A multa administrativa será julgada pelo órgão ambiental Estadual.

 

 

 

Dono de rinha é multado em R$ 15 mil por maus-tratos a 30 galos
Mais notícias