Disk-drogas: três mulheres são presas quando vendiam cocaína na Vila Marli

Uma das mulheres era foragida da Justiça

Três mulheres foram presas na noite desta quinta-feira (2), em Campo Grande, na Vila Marli, depois de uma denúncia anônima levar policiais a uma residência na rua Bonança. No local, elas vendiam cocaína pelo sistema disk-drogas.

A abordagem policial aconteceu por volta das 20 horas da noite desta quinta (2) depois da denúncia recebida pelos policiais sobre a comercialização de cocaína no local por uma mulher gorda. Quando os militares chegaram encontraram saindo da casa Laura Cristina Romero de 40 anos, que foi abordada. Foi feito pedido para que ela se revistasse e dentro do bolso estavam seis porções de cocaína. Ela contou que estava indo fazer uma entrega depois de um pedido pelo WhatsApp.

Os militares, então, foram até a casa e lá encontraram Adriana Leal de 38 anos e Ana Paula de Oliveira de 23 anos. Inicialmente, Adriana teria dito que nem conhecia Ana Paula que estava em sua casa, e só depois resolver mudar a versão dos fatos contando que a jovem teria ido até a sua residência para almoçar com seu filho. Foi feita revista no imóvel e encontrado pelos policiais 27 papelotes de cocaína guardados em uma gaveta.

Adriana ainda disse que não vendia drogas, mas que seu marido estava preso pelo crime de tráfico e que ela já havia cumprido pena pelos mesmo crime. Vários objetos foram encontrados na casa da mulher, que não soube explicar a origem deles. Foi verificado também que Ana Paula estava foragida da Justiça. As três mulheres foram levadas para a delegacia.

Disk-drogas: três mulheres são presas quando vendiam cocaína na Vila Marli
Mais notícias