Decretada prisão de mulher que matou marido a facadas durante briga

Mulher disse que não queria que marido morresse, mas estava se defendendo já que homem estava em cima dela tentando enforcá-la

Foi decretada pela Justiça nesta sexta-feira (18) a prisão preventiva de Jheniffer Heloísa de 20 anos, acusada de matar a facadas o marido Elias Rodrigues da Silva, de 22 anos, após uma briga na Favela do Mandela, em Campo Grande, nesta quarta-feira (16). Ela entrou em luta corporal e ela atingir o rapaz com uma facada na clavícula, causando a morte.

Em depoimento, ela contou que constantemente era agredida pelo marido que fazia uso de bebidas alcoólicas e de drogas, mas que nunca havia registrado um boletim de ocorrência contra o companheiro que nesta quarta (16) a agrediu novamente subindo em cima dela e tentando enforca-la.

Ela ainda contou que estava se defendendo, e que não queria que o marido morresse. Jheniffer ainda falou que já havia se separado de Elias por quatro vezes por causa das brigas constantes entre o casal.

Elias foi assassinado com uma facada na clavícula uma artéria foi atingida e Elias acabou morrendo no local. Uma vizinha contou ao Jornal Midiamax que já ouviu gritos de socorro da jovem em outras ocasiões. A princípio, as brigas entre o casal eram frequentes. Ela ainda relatou que eles teriam retomado a relação pouco tempo depois de se separarem.

Já um outro vizinho contou que eles pareciam ser um casal tranquilo e que todos os dias Elias saía cedo para trabalhar no Ceasa. Porém, na noite do crime, moradores afirmaram terem ouvidos gritos e em seguida visto a vítima cambaleando e caindo na frente de uma casa.

Decretada prisão de mulher que matou marido a facadas durante briga
Mais notícias