Comerciante que matou sogro após briga em bar é preso

Ele confessou crime e afirmou ter desavença antiga com a vítima

A Polícia Civil de Aquidauana, a 139 quilômetros de Campo Grande, prendeu na tarde desta quarta-feira (29) o comerciante que matou o sogro, Júlio César Adriano do Nascimento, de 49 anos, e feriu a sogra de 46 anos a tiros durante a madrugada, após uma briga de bar. O suspeito foi detido durante perseguição na BR-262, entre as cidades de Anastácio e Dois Irmãos do Buriti.

Conforme noticiado, na madrugada houve uma briga no bar do atirador, localizado no bairro Guanandy. Na ocasião, um casal passou a se agredir, oportunidade em que outro homem interferiu e começou a lutar com o marido que agredia a esposa. Ao notar a confusão, Júlio, que mora em uma residência em frente, foi ajudar.

Ele tentou separar a briga, mas o genro não gostou e foi até a casa de Júlio, onde atirou seis vezes usando um revólver calibre 38. O sogro não resistiu aos ferimentos e morreu. A sogra foi baleada e socorrida, mas não corre risco. Após a ação o autor fugiu do local.

O SIG (Setor de Investigações Gerais) deu início aos trabalhos de apuração e, cerca de 10 horas após o crime, localizou o autor na BR-262. Ele não resistiu à prisão e apontou que arma usada estava em uma casa no bairro Cristo Rei, em Anastácio.

O homem confessou o crime alegando ter desavença antiga com o sogro e que não gostou do fato de a vítima ter interferido em uma briga em seu estabelecimento. Por este motivo, responde por homicídio qualificado por motivo fútil, homicídio tentado na modalidade de dolo eventual, já que não pensou em ferir a sogra, e por porte de arma de fogo.

Comerciante que matou sogro após briga em bar é preso
Mais notícias