Com festas cheias, GCM detém 7 e orienta 232 a irem para casa após toque de recolher

Foram 20 comércios orientados a encerrarem o atendimento

Na madrugada deste sábado (6), após o toque de recolher em Campo Grande que começa meia-noite, pelo menos 232 pessoas precisaram ser orientadas a voltarem para casa. Outras 7 foram detidas e levadas para a delegacia por organizarem festas com aglomeração.

Segundo a GCM (Guarda Civil Municipal), foram 232 pessoas abordadas e orientadas a voltarem para casa e 7 encaminhadas para a delegacia por infringirem a medida sanitária preventiva. Além disso, 20 estabelecimentos comerciais foram orientados a fecharem as portas e encerrarem o atendimento.

Com festas cheias, GCM detém 7 e orienta 232 a irem para casa após toque de recolher
Operação apreendeu veículos (Foto: Divulgação, GCM)

Ao todo participaram da operação na madrugada 33 guardas em 10 viaturas 4 rodas e 2 viaturas de 2 rodas. Além disso, em operação de fiscalização de trânsito também foram abordados 65 veículos, entre carros e motos, sendo lavradas 25 notificações. Conforme a GCM, foram 10 notificações por documentação vencida, 9 por dirigir sem CNH, 5 por permitir posse de veículo a pessoa não habilitada e 1 por recusa ao teste de bafômetro.

Foram 7 motocicletas e 2 veículos removidos durante a operação. A Guarda Civil opera com o telefone 153 disponível para denúncias da quarentena. Só na noite de sexta-feira e madrugada de sábado foram 267 ligações recebidas.

Festas cheias

Por volta da 1 hora, equipes da GCM receberam denúncias por conta da festa que acontecia na Chácara das Mansões. No local, os guardas puderam ver o local cheio com pelo menos 100 pessoas, aglomeração, DJ, carro de som e muitas bebidas alcoólicas. Os três responsáveis, de 24, 32 e 52 anos foram levados para a delegacia.

Com festas cheias, GCM detém 7 e orienta 232 a irem para casa após toque de recolher
Bebidas foram apreendidas nas festas (Foto: Divulgação, GCM)

Já Às 2h40, equipes foram até o espaço de eventos na João Selingardi, no Lageado, onde acontecia a festa com aglomeração, com aproximadamente 60 pessoas, som alto e bebidas. Os organizadores de 19 e 24 anos também foram levados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol.

Na Depac, os autores assinam TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) pela infração de medida sanitária preventiva, já que estavam promovendo aglomeração de pessoas em meio à pandemia do coronavírus.

Com festas cheias, GCM detém 7 e orienta 232 a irem para casa após toque de recolher
Mais notícias