Com dois flagras de tráfico, PF intensifica ação com cães detectores de drogas

Somente em julho, cães localizaram drogas em fiscalizações rotineiras

A Delegacia de em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, já realizou dois flagras de tráfico de drogas somente em julho, com apoio de cães detectores de drogas. Desta forma, passou a intensificar a atuação de fiscalizações de rotina com a utilização dos cães.

Entendida como uma ferramenta essencial ao enfrentamento ao tráfico ilícito de drogas, os cães são empregados em diversos cenários distintos, como aeroportos, rodovias e encomendas postais. Por outro lado, também são realizadas ações de prevenção ao uso indevido de drogas, com palestras em diversas instituições, principalmente de ensino infanto-juvenil.

Somente no mês de julho, os policiais responsáveis pelo canil detiveram duas pessoas em flagrante, em fiscalizações. No início deste mês, um passageiro de uma linha comercial de ônibus foi flagrado transportando cerca de três quilos de maconha, sendo autuado em flagrante por tráfico interestadual de drogas, vez que o destino final do material apreendido seria a capital .

Já nesta quarta-feira (29), uma menor foi apreendida em Bataguassu, por transportar cerca de 0.7kg de , uma espécie de droga proveniente da mesma planta que a maconha, todavia com teor de THC (substância proscrita encontrada na maconha) muito superior ao contido na droga mais comum. Na oportunidade, a menor também viajava em linha comercial de ônibus, desta vez com destino a (GO).

Com dois flagras de tráfico, PF intensifica ação com cães detectores de drogas
Mais notícias