Com bala na nuca, menina que teve nariz dilacerado pelo PCC está na UTI em MS

Ela brincava com seis criança e entrou correndo com o nariz atingido, chamando pela mãe

Uma menina  paraguaia de 6 anos que foi atingida durante execução orquestrada por membros (Primeiro Comando da Capital) em Pedro Juan Caballero, passou por uma primeira cirurgia no nariz e segue internada na UTI (Unidade de Terapia) intensiva do HU-UFGD (Hospital Universitário da Grande Dourados).

Segundo informações do pai dela, a criança foi atingida por balas de fuzil no rosto. Uma delas ainda está alojada na nuca da criança. “Até agora ela fez apenas uma cirurgia e terá que aguardar um pouco mais passar por outros procedimentos devido a bala que está alojada na nuca”, explicou o pai.

Ele disse que os médicos brasileiros  informaram, que embora não esteja ocorrendo nenhum tipo de sangramento, a situação é muito delicada e que a equipe também está cuidando da reconstrução do nariz da filha.

O pai disse estar confiante na sua recuperação e que continua rezando para que ela não tenha outras consequências. “Por dois centímetros a bala não atinge a coluna dela. E isso já percebemos quando ela chegou correndo. Podemos dizer que ela bem nesse momento, apesar de ainda estar entubada”, disse, agradecendo as orações feitas pela população paraguaia.

Nariz destroçado

O pai conta que ela estava brincando na frente da casa com mais cinco crianças e a tia. Após após os tiros ela entrou correndo para dentro  casa já com o nariz todo destroçado, chamando pela mãe,  conforme áudio divulgado pelo Twitter.

Ainda de acordo com o relato dele, a menina foi levada para um hospital do Paraguai para os primeiros socorros, passou por Ponta Porã já no final da tarde. Quando foi transferida para Dourados já era noite, dando entrada primeiramente no Hospital da Vida e encaminhada,  já no sábado para o HU.

Com bala na nuca, menina que teve nariz dilacerado pelo PCC está na UTI em MS
Mais notícias