Cliente dá tapa em funcionário de lanchonete, diz que sogro é influente e vai parar na delegacia

Disse que era lutador de Jiu-jitsu e que poderia colocar o guarda municipal para ‘dormir’

Foi parar na delegacia de polícia de Campo Grande durante a madrugada desta segunda-feira (9), um homem de 27 anos que armou uma confusão em uma lanchonete na . Ele desferiu um tapa no rosto de um funcionário do local, além de perturbar outras pessoas que esperavam na fila.

A confusão ainda começou na noite de domingo (8), por volta da 23h30 quando o homem agrediu o funcionário do local com um tapa no rosto. O segurança do estabelecimento acionou os guardas municipais, que ao chegarem ao local foram desacatados pelo autor, que aos berros disse que os agentes não eram policiais e não poderiam fazer nada contra ele.

Na tentativa de que parasse a discussão, os guardas solicitaram os documentos do homem que se negou a fornecer e ainda teria dito que estava prestando concurso para a polícia civil e que seu sogro era influente e que não deixaria ele responder a qualquer processo. Uma testemunha que estava na lanchonete disse ter gravado o tapa que o autor desferiu no rosto do funcionário e que ele já estava perturbando a algum tempo. Ele foi levado para a delegacia.

Já na delegacia, o homem ainda disse ao policial que estava recebendo a ocorrência que ele seria seu chefe e que o policial iria ter de obedecê-lo. Ainda descontrolado, o autor afirmou ser lutador de jiu-jitsu e que poderia colocar o guarda municipal para ‘dormir’ ou ensinar ele.

Cliente dá tapa em funcionário de lanchonete, diz que sogro é influente e vai parar na delegacia
Mais notícias