Assassinado, chargista que sumiu em Campo Grande foi queimado e teve corpo escondido em malas

Corpo foi localizado nas proximidades do Jardim Tarumã

A DEH (Delegacia Especializada de Homicídios) encontrou nesta terça-feira (24), em Campo Grande, o corpo do chargista Marco Antônio Rosa Borges, de 54 anos, que estava desaparecido desde a manhã de sábado (21), quando ele foi visto pela última vez no Bairro Monte Castelo.

Informações apontam que uma massagista com quem ele vinha se relacionando se apresentou à em São Gabriel do Oeste, a 133 quilômetros de Campo Grande, e confessou o crime, alegando que matou a vítima, esquartejou e queimou o corpo, e escondeu em malas.

O corpo foi encontrado na região do Jardim Tarumã, onde uma equipe da DEH está com a perícia no local. Outra equipe se deslocou até São Gabriel do Oeste para buscar a suspeita que, por enquanto, assume sozinha a autoria. Ela será trazida para ser ouvida na sede da DEH.

Assassinado, chargista que sumiu em Campo Grande foi queimado e teve corpo escondido em malas
Chargista estava desaparecido desde o sábado (Foto: Arquivo Pessoal)

A motivação do assassinato ainda não foi divulgada. Conforme boletim de ocorrência de desaparecimento, feito por familiares, Marco saiu por volta das 8h30 de casa e foi encontrar a mulher com quem estava se relacionando. Notando a demora do pai, o filho conseguiu rastreá-lo pela conta no .

Com isso, foi buscando casas com câmeras e a, última imagem que conseguiu, foi a duas quadras da residência da mulher com ele iria se encontrar, na Rua José Antônio. Depois, o celular dele foi desligado. O filho diz que o pai saiu com o aparelho carregado.

Assassinado, chargista que sumiu em Campo Grande foi queimado e teve corpo escondido em malas
Mais notícias