Caixa de banco e pecuarista são presos em flagrante por pesca predatória

A pena do crime é de um a três anos de detenção

Um caixa de banco e um pecuarista foram presos, neste domingo, por predatória, além disso eles tiveram um carro apreendido que estava sendo utilizado para o transporte ilegal dos peixes. O caso aconteceu neste domingo (11), em Bonito.

De acordo coma (Polícia Militar Ambiental), os dois foram abordados próximos a um pesqueiro em Bonito, eles transportavam onze dos, sendo um deles da espécie curimbatá abaixo da medida mínima de captura permitida pelas normas, o que é crime ambiental.

Além disso, a explica que os dores poderiam capturar e abater como cota apenas um exemplar de peixe nativo cada um e mais cinco exemplares de piranha e não havia piranha entre os peixes, dessa forma, eles só poderiam estar transportando dois exemplares, sendo também a atitude caracterizada como crime.

O caixa de banco mora em Campo Grande e foi preso juntamente com o pecuarista, residente em Jaraguari. O carro e os dos foram apreendidos pela e todos foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil de Bonito.

A dupla foi autuada em flagrante por crime ambiental de e transporte de produto da predatória com pena de um a três anos de detenção, além da prisão, eles também foram autuados.

Caixa de banco e pecuarista são presos em flagrante por pesca predatória
Mais notícias