Cachorro sem água, comida e amarrado há 8 meses é resgato pela polícia e dono preso

Homem ainda teria desviado uma nascente para abastecer 3 tanques de criação de peixes

Após ficar 8 meses ininterruptos amarrados a uma corrente na beira de uma mata, em um pesqueiro, em Campo Grande, no bairro Tarsila do Amaral, ‘Faísca’ foi libertado e o dono do animal preso por equipes da (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais), nesta quarta-feira (21).

Policiais haviam recebido a denúncia de que um cachorro de aproximadamente 3 anos, de raça indefinida e preto estava amarrado a uma corrente próximo ao chão 24 horas por dia, nos 7 dias da semana. Quando os policiais chegaram ao pesqueiro encontraram o animal sem comida e sem água.

A água que o homem havia disponibilizado ao animal estava suja e com folhas. O homem confessou que mantinha o animal preso a cerca de 8 meses para que ele espantasse possíveis ladrões, que costumavam invadir o local. Ele falou que esperava que os latidos do cachorro pudessem espantar invasores.

A polícia ainda descobriu que o dono do pesqueiro havia feito um desvio da nascente da área de preservação permanente para abastecer três tanques de criação de peixes. Ele foi levado para a delegacia e o cachorro de nome ‘Faísca’ levado até uma clínica veterinária para exames.

Cachorro sem água, comida e amarrado há 8 meses é resgato pela polícia e dono preso
Mais notícias