Briga entre detentos de penitenciária no Paraguai termina com membro do PCC morto a facadas

Agentes fizeram vistoria nas celas e encontraram drogas, bebidas e facas artesanais

Um membro da facção criminosa (Primeiro Comando da Capital) acabou assassinado a facadas dentro de uma penitenciária de Cambyretá, em Assunção, no fronteira como Brasil. Ele foi morto por outro membro da facção, um ‘irmão’.

A briga dentro do pavilhão ocupado pelos integrantes do começou na madrugada desta segunda-feira (16), sendo que segundo o site ABC Color estavam detidos na mesma cela, a vítima identificada como Francisco Raul Ortigoza Gonzales preso acusado de assassinar uma mulher e seus dois filhos, em 2005.

Junto dele estava o autor identificado como Jesus Ariel Romero Galeano, sendo que os homens haviam sido batizados recentemente na facção criminosa. Quando a briga na cela começou, Jesus aproveitou para desferir golpes com uma adaga artesanal em Francisco que morreu na penitenciária.

Após a morte do detento, os agentes fizeram uma varredura na penitenciária onde encontraram drogas, bebidas alcoólicas artesanais feitas com cascas de frutas e várias facas, também artesanais. De acordo com as autoridades paraguaias varreduras constantes serão feitas dentro do estabelecimento penal para desarmar os presos.

Briga entre detentos de penitenciária no Paraguai termina com membro do PCC morto a facadas
Mais notícias