Bebê fica ferida durante vacinação em UBS e pais procuram a polícia

Pais de uma bebê de quatro meses procuraram a em Campo Grande, onde fizeram um boletim de ocorrência por lesão corporal culposa (quando há intenção) contra uma técnica de de 34 anos. Consta no boletim de ocorrência, que a auxiliar causou lesões na bebê durante uma vacinação, pertencente ao calendário infantil, na UBS (Unidade Básica de Saúde) 26 de Agosto, localizada na Rua Rui Barbosa, no Bairro São Francisco.

Os pais da criança foram à UBS, no último dia 03, para vacinar a filha. Segundo o registro policial, a técnica de , responsável pela vacinação, demonstrando comportamento ríspido, falou para apenas a mãe da criança entrar na sala de vacinação.

A mãe da bebê, disse na delegacia, que já dentro da sala de vacinação, a servidora aplicou a primeira vacina de forma brusca. Depois, enquanto preparava outra dose de vacina, a mãe conta que perguntou à técnica de , se deveria segurar a criança de outra forma, para que a aplicação.

Ainda conforme o registro policial, demonstrando má vontade e sem se preocupação com a posição da bebê no colo da mãe, ela aplicou a outra dose. Neste momento, a criança agitou-se e com isso causou sangramento na perna.

Diante da situação, os pais procuraram o gerente da unidade e relataram os fatos. O próprio gerente, de acordo com os pais, falou que usuários já reclamaram do atendimento da técnica e ps orientou que registrassem o boletim de ocorrência.

“Ela chorou por 10 minutos sem parar e foi atendida pela chefe de e outra enfermeira com compressa de gelo enquanto o gerente do posto tentava acalmar minha esposa”, disse o pai que não será identificado para não expor a criança. “Ele (gerente) disse que as reclamações dela são recorrentes mas que não tinha chegado a esse ponto, ele mesmo chegou a chorar vendo aquela situação com a perninha dela sangrando muito mais que deveria”. “Ela fez o corpo delito e o perito constatou lesão e vai apurar maus tratos”, afirma.

Bebê fica ferida durante vacinação em UBS e pais procuram a polícia
Mais notícias