Bêbado que atropelou irmãs e deixou uma delas na cadeira de rodas é julgado

Caso aconteceu em 2018

Ueverton Lozan Silva, 25 anos, passa por julgamento nesta terça-feira (10) acusado por atropelar duas irmãs, que seguiam em uma motocicleta. Ele estava embriagado e não prestou socorro às vítimas. Uma das jovens hoje usa cadeira de rodas para se locomover. O julgamento começou às 8h, no Fórum de Paranaíba, a 407 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o processo, ele responde pelos crimes de omissão de socorro, embriaguez ao volante e por não ter CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

O crime ocorreu no dia 9 de junho de 2018. As irmãs seguiam para a casa de uma madrinha quando a moto foi atingida pelo veículo conduzido por Ueverton, na rua Etelvina de Jesus, cruzamento com a rua Brás Silva por volta das 6h30, no bairro Industrial de Lourdes.

De acordo com o JP News, a jovem que pilotava a moto teve o quadro clínico mais grave. Desde o dia do acidente, ela usa uma cadeira de rodas para se locomover. A outra vítima sofreu uma lesão profunda na mão esquerda e passou por duas cirurgias.

Ueverton foi detido pela Polícia Militar após a constatação da embriaguez. Ele revelou que era ex-presidiário e que havia cumprido sentença judicial no regime semiaberto, em Minas Gerais, no início de 2018. Desde o dia do atropelamento, Ueverton está preso.

Bêbado que atropelou irmãs e deixou uma delas na cadeira de rodas é julgado
Mais notícias