Bandidos viram as câmeras e furtam lanchonete em escola municipal

Proprietária reclama da falta de segurança no colégio

Na manhã desta segunda-feira (13), quando foi até o colégio municipal onde possui uma lanchonete, na Rua Jamil Bismage, Mata do Jacinto, mulher de 34 anos descobriu que foi vítima de furto pela segunda vez. Ela afirma que não há guardas no colégio e que as câmeras de segurança foram viradas pelos bandidos, para não flagrar a ação.

Conforme o relato da proprietária do estabelecimento, ela foi ao local pela última vez em dezembro de 2019, quando teve início as férias letivas. Nesta segunda-feira ela voltou ao colégio e se deparou com os cadeados da lanchonete virados. Quando ela foi verificar o que tinha acontecido, percebeu que bandidos haviam invadido o local pelo teto.

Quando entrou na lanchonete, percebeu que estava toda revirada. Ela acredita que tenha tido prejuízo de mais de R$ 1 mil, teve alimentos e vários equipamentos elétricos furtados. Em contato com a escola, a vítima foi informada que todas as câmeras de segurança do local foram viradas antes do furto. A escola não se responsabilizou pelos fatos, conforme a vítima.

Vítima procurou a 3ª Delegacia (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

A proprietária da lanchonete acredita que os bandidos sejam experientes e que se trate de mais de um, já que levaram vários objetos e inclusive tentaram levar uma geladeira, mas acabaram desistindo. Ela já teve o local furtado, mas foi por um ex-aluno, que apenas consumiu alimentos da lanchonete. Ela contou que aquela escola não tem guardas municipais e reclamou da falta de segurança.

Ela procurou a 3ª Delegacia de Polícia Civil e deve ser feita perícia no local. Além disso, serão solicitadas as imagens das câmeras de segurança, que podem ter flagrado os autores antes que eles virassem os aparelhos. O caso é tratado como furto e segue em investigação.

Mais notícias