Avião que seria usado por traficantes cai na fronteira e acaba destruído por incêndio

Suspeita é de que criminosos queimaram aeronave para apagar provas

Avião caiu e foi destruído por incêndio na manhã desta segunda-feira (09), na região da colônia indígena de Ybypyte, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na fronteira com o município sul-mato-grossense de Ponta Porã, a 384 quilômetros de Campo Grande. A suspeita é de que a aeronave fosse usada por traficantes e tenha sido queimada para eliminar provas.

De acordo com o jornal ABC Color, as autoridades foram informadas da queda por volta das 11h30. Os destroços estavam espalhados em uma estrada vicinal e nenhuma vítima foi encontrada. Diante dos fatos, as autoridades trabalham com duas hipóteses. Uma delas é de que o avião caiu por problemas mecânicos, os ocupantes sobreviveram e atearam fogo para queimar evidências.

Na outra, a aeronave queimou em razão da queda e os ocupantes teriam se ferido e foram supostamente socorridos por comparsas. O caso é investigado pelo Ministério Público. A região do acidente é conhecida pela presença de pistas clandestinas usadas por contrabandistas e traficantes, especialmente por fornecedores que enviam cocaína para a Europa via Porto de Santos.

No dia 8 de fevereiro, autoridades paraguaias fecham o cerco contra o crime organizado na fronteira. A Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) divulgou que operação realizada com outras forças de segurança resultou na explosão de oito pistas de pouso e decolagem clandestinas, usadas pelo crime organizado.

Avião que seria usado por traficantes cai na fronteira e acaba destruído por incêndio
Mais notícias