Autor de homicídio perto da UPA nas Moreninhas estava em liberdade condicional

Ele se apresentou à polícia e entregou a arma

Identificado inicialmente como Victor, de 23 anos, o rapaz que confessou o homicídio de Jefferson Aparecido Gonçalves, 22 anos, estava em liberdade condicional. Ele se apresentou à polícia nesta sexta-feira (14).

Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, Victor estava em livramento condicional. Ainda segundo o delegado Nilson Friedrich, o rapaz tinha várias passagens, entre elas pelos crimes de roubo e porte ilegal de arma de fogo.

Apresentação

Na manhã desta sexta-feira (14), Victor se apresentou pelo homicídio de Jefferson, crime ocorrido na madrugada de quinta-feira (13), nas . Assim, na 4ª Delegacia de ele prestou depoimento e alegou ter agido em legítima defesa.

Ainda no depoimento, o rapaz afirmou que entrou em luta corporal com Jefferson durante uma briga e quando sacou a arma ocorreu um disparo acidental. Depois de investigações e diligencias durante toda a quinta, o autor resolveu se apresentar acompanhado do advogado.

Autor de homicídio perto da UPA nas Moreninhas estava em liberdade condicional
Mais notícias