Antes de desaparecer, João Pedro foi liberado mais cedo do trabalho e não se sentia bem

A chefe teria ligado para perguntar como ele estava

Antes de desaparecer no fim da tarde de terça-feira (21), João Pedro Xavier, de 31 anos, teria sido dispensado mais cedo do serviço. João trabalha como assistente administrativo no de Campo Grande e está desaparecido desde as 16 horas.

O namorado de João, Lucas Arruda, esteve na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol para levar documentos e conversou com o Midiamax. Ele contou que foi o aniversário dele nesta terça-feira, que ganhou um bolo da chefe e esperava o namorado chegar em casa para comemorarem.

Antes de desaparecer, João Pedro foi liberado mais cedo do trabalho e não se sentia bem
Lucas esteve na delegacia nesta manhã (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

No entanto, por volta das 18 horas a chefe de João ligou para Lucas, para perguntar como ele estava. Foi então que ela contou que ele não estava bem e foi liberado mais cedo e também chegou a pedir desculpas por qualquer coisa de mal que pudesse ter feito para a chefe.

Assim, Lucas registrou um boletim de ocorrência na Delegacia Virtual pelo desaparecimento. Também conforme ele, a última conversa com João foi por volta das 12h30 de terça-feira. Já às 18 horas o celular do namorado ficou inativo e Lucas chegou a fazer buscas nas proximidades do hospital, mas não o encontrou.

João Pedro saiu do HU na azul e branca e vestia uma calça preta e camiseta verde. Ele também carregava consigo uma mochila preta. “Eu espero que ele só esteja andando desorientado por aí, espero que ele volte”, disse Lucas. Ainda nesta quarta-feira ele não tinha recebido notícias do namorado ou pistas sobre onde ele poderia estar.

Qualquer informação pode ser repassada diretamente para a no 190, ou nos celulares 99267-0868 e 99290-9140.

Antes de desaparecer, João Pedro foi liberado mais cedo do trabalho e não se sentia bem
Mais notícias