Adolescente vivia há três semanas com estuprador sob consentimento do pai

Vítima estaria grávida e autor é suspeito de também estuprar a irmã dela

A adolescente de 12 anos resgatada na tarde desta quarta-feira (04), em Aquidauana, a 134 quilômetros de Campo Grande, vivia há três três semanas com o estuprador, de 27 anos, que foi preso em flagrante em ação conjunta entre a DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) e a Polícia Militar. O pai dela havia autorizado o ‘casamento’ e vai responder criminalmente, no entanto, não foi localizado pelos policiais.

Conforme divulgado pela delegada Joilce Silveira Ramos, da DAM, a Polícia Civil recebeu denúncia de que um usuário de drogas teria estuprado duas irmãs, de 12 e de 13 anos, sendo que a mais jovem estava grávida dele. Ambas teriam se relacionado com o agressor com consentimento do pai que, apesar de saber que o ato era ilegal, não tomou nenhuma providência. O autor, inclusive, teria drogado as vítimas.

Com apoio da PM, investigadores da DAM e representantes do Conselho Tutelar foram à residência do homem, localizada no distrito de Cipolândia, a cerca de 60 quilômetros da cidade. Lá, se depararam com a garota de 12 anos trancada com o homem no local. Havia ainda duas munições calibre 380 e a calcinha da vítima estava na pia do banheiro, perto de preservativos usados, sinalizando relações sexuais.

Diante do flagrante, foi dada voz de prisão ao homem. A menina explicou que vivia com o ‘marido’ há três semanas e que o pai sabia. Os policiais fizeram buscas na tentativa de localizar o pai e a outra menina que supostamente também tinha sido estuprada, mas nenhum deles foi localizado.  “Com esta ação a Polícia Civil retirou mais um autor de crime sexual da sociedade, evitando assim que futuros delitos possam a vir ser praticado pelo mesmo”, pontuou a delegada.

Mais notícias