Acusado de planejar e assassinar marido da amante em MS tem liberdade negada

Defesa tentou revogar a prisão

Foi publicada no Diário da Justiça desta segunda-feira (13) a negativa ao pedido de revogação da prisão de Abadio da Silva, de 70 anos. Ele está preso desde o dia 10 de outubro pelo assassinato de Luiz Carlos dos Santos, marido da amante dele, Débora Regina dos Reis, de 41 anos, que também foi presa. O crime aconteceu em Bandeirantes, a 68 quilômetros de Campo Grande.

Conforme a denúncia do (Ministério Público de ), o crime aconteceu na madrugada do dia 10 de outubro, nas margens da estrada ‘barreirão’. Débora era esposa de Luiz Carlos, mas mantinha um relacionamento com Abadio, com quem planejou e executou o assassinato.

Os dois teriam planejado a emboscada e, usando uma desculpa fizeram com que Luiz estivesse naquele local, no horário determinado. Quando chegou ao local acompanhado da esposa, ele encontrou com Abadio, que logo atirou duas vezes com um revólver e matou Luiz.

Abadio e Débora ainda tentaram fugir, mas acabaram presos. Débora chegou a alegar que não estava contente no relacionamento e que o marido teria descoberto o caso extraconjugal, ameaçando matá-la e também matar Abadio.

A defesa do acusado tentou revogar a prisão, mas o pedido foi negado pela turma da 1ª Câmara Criminal do (Tribunal de Justiça de ). Abadio segue preso em uma unidade de Campo Grande.

Acusado de planejar e assassinar marido da amante em MS tem liberdade negada
Mais notícias