Acusado de matar agrônomo na frente do filho tem prisão decretada pela Justiça

Ficará preso preventivamente

Passou por audiência de custódia na manhã desta quinta-feira (3) o veterinário de 25 anos, acusado de matar a tiros o agrônomo Erick Wagner Batista Inserra, de 41 anos. O crime aconteceu no Monte Castelo, na tarde de quarta-feira (2), na casa da vítima.

Durante a audiência, a defesa do veterinário pediu liberdade provisória, alegando que ele tem residência fixa e que colaborou com a polícia e ficou no local do crime. Além disso, por ser o único responsável pelo sustento familiar. Para tanto, foi solicitada medida cautelar diversa da prisão.

Mesmo assim, o juiz Alexandre Antunes da Silva decidiu por converter o flagrante em prisão preventiva, considerando o crime em questão.

Relembre o caso

Segundo depoimento do rapaz, Erick foi casado com a irmã dele e se separaram há aproximadamente um ano. Ainda conforme o veterinário, o ex-cunhado já tinha agredido a irmã dele, que solicitou medida protetiva contra o ex. Mesmo assim, com guarda compartilhada o filho do casal passava dias com o pai.

Após a separação, Erick teria feito ameaças pelo e por ligações para o veterinário, que alegou não aguentar mais as brigas com a família. De acordo com ele, nem mesmo o filho queria mais ficar na casa de Erick. Na tarde de quarta-feira, quando foi buscar o sobrinho, houve o desentendimento.

Conforme o rapaz, o menino saiu da casa e depois lembrou do videogame, quando entrou novamente para desinstalar o aparelho. Neste momento Erick teria dito “O que você está olhando, vou te pegar ainda” e xingou o veterinário. “O sangue subiu”, disse o rapaz durante o depoimento.

Após a suposta ameaça, ele voltou para casa, buscou a arma de fogo e mostrou para Erick, quando começou a atirar. “Estava muito nervoso e fiquei cego”, disse. Erick foi atingido pelos disparos e mesmo após cair no chão, recebeu mais um tiro disparado pelo ex-cunhado. Ainda segundo o rapaz, ele mesmo chamou a polícia e aguardou a chegada, mas jogou as cápsulas deflagradas fora.

Autuado em flagrante pelo homicídio simples, ele passará por audiência de custódia nesta quarta-feira para definir se permanece detido.

Acusado de matar agrônomo na frente do filho tem prisão decretada pela Justiça
Mais notícias