Acusado de atirar e deixar motorista tetraplégico após briga de trânsito é preso

Ele alegou à polícia que agiu em legítima defesa

Nesta terça-feira (11), foi preso o homem que atirou contra estudante de medicina em Naviraí, cidade distante 359 quilômetros de Campo Grande, na madrugada do dia 1ª de janeiro. A vítima da tentativa de homicídio perdeu temporariamente movimentos dos braços e pernas e está em recuperação.

Segundo as informações da Polícia Civil, na madrugada de 1º de janeiro, por volta das 3h30, autor e vítima se envolveram em uma briga de trânsito e o suspeito atirou contra o estudante, fugindo do local no Gol cinza, sem prestar socorro. Ele abandonou no local um coldre de arma de fogo e não foi encontrado pela polícia.

No dia seguinte o suspeito se apresentou à polícia com um advogado, prestou depoimento e foi liberado, já que passadas as 24 horas do crime, não configurava mais o flagrante. A polícia apurou que antes de discutir com o autor, a vítima conseguiu tirar uma foto do suspeito, do carro e da placa.

Com as imagens, o autor foi qualificado e indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil, na forma tentada. Ele foi preso mediante mandado e alegou à polícia que agiu em legítima defesa, já que teria sido agredido antes. A vítima perdeu os movimentos dos braços e pernas por conta dos tiros que sofreu, mas está em recuperação e tratamento.

Durante o cumprimento do mandado, foram encontradas munições na casa do suspeito, mas não foi localizada a arma usada no dia do crime.

Mais notícias