‘Viúva Negra’ é presa pelo assassinato de mulher em tribunal do crime do PCC

Foi presa no interior paulista e confessou fazer parte da facção criminosa PCC

Foi presa nesta terça-feira (8), no interior paulista Adelice Aparecida Queiroz Honorato de 42 anos, conhecida como ‘Viúva Negra’, acusada do assassinato de Erica Rodrigues Ribeiro, 29 anos, encontrada morta na cidade de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, assassinada com 40 facadas, vítima do chamado ‘tribunal do crime’.

Adelice é a sexta pessoa presa pelo crime, que aconteceu no dia 3 de setembro. ‘Viúva Negra’ estava escondida em Araçatuba e na casa os policiais encontraram 79 pinos de cocaína, mas 19 pinos vazios além de R$ 300. Segundo o site JP News, ela confessou fazer parte da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

O assassinato de Erica, que foi morta com 40 facadas, teria sido motivado por vingança da quadrilha. Quatro acusados pelo crime já haviam sido presos dias depois do assassinato de Erica. Os quatro que estiveram na casa da vítima na noite anterior ao crime, em um carro branco, conversaram com Érica, que foi colocada à força dentro do veículo e levada para o local onde foi morta.

Os criminosos ainda teriam ameaçado de morte a mãe da vítima, uma agente funerária de 61 anos, que tentou impedir o sequestro da filha.

Mais notícias