VÍDEO: morta em tribunal do crime do PCC prometeu ‘rasgar’ CV se tivesse perdão

Rosimar foi ‘batizada’ pelo Comando Vermelho em 2016

Rosimar Gomes da Souza Cruz de 27 anos assassinada no tribunal do crime do PCC (Primeiro Comando da Capital), em Dourados – a 225 quilômetros de Campo Grande gravou um vídeo antes de ser assassinada prometendo ‘rasgar’ com o CV (Comando Vermelho), caso fosse perdoada.

No vídeo, Rosimar diz que foi batizada pelo CV em 2016, com o apelido de ‘Meduza’ e que seu padrinho é conhecido por ‘Gladiador’. Ela ainda fala que estava na cidade para buscar drogas para a facção criminosa, mas que se recebesse o perdão do PCC prometia ‘rasgar’ com a facção rival.

Ainda no vídeo, Rosimar entrega os irmãos de facção e diz que na PED (Penitenciária Estadual de Dourados) na cela 1 os detentos guardam armas, como três revólveres, uma pistola 9mm, uma arma de grosso calibre e várias facas, segundo o site Dourados News.

O corpo de Rosimar foi encontrado no último dia 10 de maio, em uma estrada vicinal com as mãos amarradas e uma corda no pescoço. Ela tinha sinais de tortura. Pelo crime foram presas Fernanda Thais de Queiroz de 28 anos, e Talita Moreira Agueiro de 26 anos, que foram encontradas escondidas no bairro Parque das Nações escondidas em uma casa. Quando da prisão, as mulheres confessaram a tortura e o assassinato de Rosimar.

 

 

Mais notícias