PF prendeu um em MS por contrabando de cigarro e agrotóxico

Alvos são os líderes da quadrilha do Paraná, com ramificações em outros estados

Um homem, que não teve a identificação divulgada, foi preso durante a Operação Contaminatus, desencadeada pela Polícia Federal do Paraná, em cinco Estados. A ação contou com 80 policiais federais, na manhã desta quarta-feira (27).

A PF cumpriu em Mundo Novo, um mandado de prisão e um de busca e apreensão. Os alvos são os líderes da quadrilha do Paraná, com ramificações em outros estados entres eles Mato Grosso do Sul, Pará, Mato Grosso e Tocantins.

Foram sequestrados bens, propriedades e contas bancárias dos investigados. Foi descoberto que empresas eram criadas para darem notas fiscais frias, no intuito de dar legalidade ao contrabando de agrotóxicos e cigarros. Não há informações se em Mato Grosso do Sul alguém foi preso.

Além de Mundo Novo, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, que resultaram em um flagrante por posse ilegal de arma e um mandado de intimação em Paraíso do Tocantins. Duas pessoas foram presas e quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Sinop.

No Paraná foram cinco prisões e cumprimento a nove mandados de busca: Em Terra Roxa (PR), uma das prisões decretadas foi efetivada em São José do Rio Claro (MT) após acionamento da PM local. Em Guaíra (PR), foram realizadas três prisões e cinco mandados de busca e apreensão e em Umuarama, um mandado de busca e apreensão.

O mandado de busca e apreensão e de prisão em Novo Progresso (PA) foi cumprido no Mato Grosso.

Mais notícias