Um foi preso com arma e munição na operação da PF contra corrupção na SED-MS

11 mandados foram cumpridos em Campo Grande

Uma pessoa foi presa nesta quarta-feira (8) durante a deflagração da Operação Nota Zero, deflagrada pela Polícia Federal com o apoio da CGU (Controladoria Geral de União), contra fraude em licitações da SED (Secretaria Estadual de Educação). As investigações teriam começado após a denúncia de dois empresários entre os anos de 2016 e 2017.

11 mandados de busca e apreensão foram cumpridos na manhã desta quarta (8), na SED e na empresa de Queiroz Engenharia, no bairro Carandá Bosque. Durante a operação, uma pessoa- que não teve o nome revelado – foi presa por porte ilegal de arma. Os agentes encontraram 110 munições, um revólver e uma pistola.

As investigações apontaram que a fraude aconteceu em sete tomadas de preço e uma na modalidade concorrência. Com valores de R$ 2.285.941,45 e outras que totalizaram R$ 7.347.785,17.

55 policiais participaram da operação, além de oito servidores da CGU.  “Nota Zero”, é uma alusão às reprovação de esquema criminoso supostamente desviando dinheiro até da educação.

Mais notícias