Taxista que planejou latrocínio de comerciante é preso em Campo Grande

Mesmo sem reagir, comerciante foi morto por assaltantes

Foi preso em Campo Grande nesta terça-feira (1º), o taxista Julialdo Rosa Valhovera, condenado a 27 anos de prisão por planejar o latrocínio contra o comerciante Paulo Cesar Buchanelli, 47 anos. O crime ocorreu no dia 15 de fevereiro de 2018 em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande. Quatro pessoas foram identificadas por ter envolvimento com o crime.

Julialdo acompanhava a rotina da vítima, quando trabalhava em um supermercado da cidade. Ele sabia os horários em que o homem saía para levar o malote até o banco e então planejou o crime. Além dele, outras três pessoas tiveram envolvimento com o latrocínio. A dupla executora e também um menor de 14 anos de idade, que escondeu a arma após o crime.

Welleson Sanches Fragoso e Júlio César dos Santos Rosa foram presos acusados de serem executores do crime (Foto: Região News)

Julialdo tem uma extensa ficha criminal, conforme as informações da polícia. Além de conseguir a arma usada no crime, também levou um dos bandidos até a cidade de Bonito, após o latrocínio.

De acordo com as informações divulgadas pelo site Região News, Paulo Cesar Buchanelli foi abordado por uma dupla de motocicleta no dia 15 de fevereiro do ano passado. Mesmo sem reagir a abordagem, ao entregar um malote com R$ 70 mil, Paulo foi baleado no tórax. Ele não resistiu e morreu assim que deu entrada no hospital

 

 

Mais notícias