Suspeito frequentava casa de menino de 9 anos que achou os pais mortos, diz polícia

Polícia Civil segue com as buscas ao suspeito

O suspeito de assassinar Osvaldo Ferreira, 38 anos, e Rosilene Rosa Pedro, 33 anos, frequentava a residência do casal para ingerir bebidas alcoólicas. Conforme relato do filho de 9 anos, que encontrou os pais mortos, o homem sempre ia até a residência, onde ficava por horas. A Polícia Civil segue com as buscas ao autor.

Conforme o delegado Rodolfo Daltro, de Dourados – a 225 km de Campo Grande, o suspeito já foi identificado e tem 35 anos aproximadamente. “Prosseguimos com as buscas naquela região para localizá-lo”, afirmou o delegado. O menino de 9 anos passa por atendimento psicológico e também está sendo atendido por conselheiros tutelares.

O casal foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (7) na Aldeia Bororó em Dourados e a faca que pode ter sido utilizada no crime foi apreendida pela polícia. Osvaldo foi encontrado próximo a porta da casa, ferido por quatro facadas e também teve lesão na cabeça. Rosilene foi encontrada em um dos quartos e estava com as mãos amarradas com fita e seminua. A mulher foi ferida por cinco facadas e tinha sinais de abuso sexual.

Ainda, de acordo com os primeiros levantamentos, o rosto de Rosilene estava desfigurado porque, ao que tudo indica, teve a face ingerida por cães.

O caso

A criança informou que os pais estavam ingerindo bebida alcoólica com o suspeito. O menino foi ao banheiro, que fica cerca de 20 metros da casa, ouviu uma discussão e ficou escondido com medo. Após a discussão cessar, a criança não voltou mais ao local e dormiu em cima de uma árvore próxima ao banheiro. Quando acordou, constatou que o pai estava morto, foi à escola onde estuda e comunicou os funcionários sobre o crime.

Suspeito frequentava casa de menino de 9 anos que achou os pais mortos, diz polícia
Mais notícias