Publicidade

Suspeito cortou pescoço e usou celular da vítima para avisar família de morte no Aero Rancho

Adolescente foi quase degolado

Foi identificado como Tiago da Silva de Jesus, de 17 anos, a vítima encontrada com corte profundo no pescoço e enrolada em um cobertor, na Rua Onze Horas, no bairro Aero Rancho, em Campo Grande. O corpo foi encontrado nesta terça-feira (8), por uma moradora da região.

Informações passadas pelos familiares de Tiago é que depois dele ser assassinado, o suspeito do crime teria usado o celular da vítima e enviado mensagens pelo WhatsApp para a irmã do rapaz falando sobre o assassinato.

Ele ainda teria enviado o link de uma matéria de um jornal local para confirmar a morte de Tiago. Diante disso, os familiares entraram em contato com o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) perguntando se haviam recebido um corpo de um rapaz.

Uma foto foi enviada ao médico legista que confirmou ser Tiago. O padrasto da vítima disse que sabia, apenas, que o enteado estaria em uma fazenda nos arredores de Campo Grande, mas que não sabia que ele estava na cidade. A polícia procura pelo suspeito. O motivo para o crime ainda não foi esclarecido.

O crime

Uma moradora da região chamou a polícia, nesta terça (8) depois de desconfiar do homem, que aparentemente, dormia na calçada. Com a chegada dos militares do 10º Batalhão de Polícia foi percebido, que ele estava morto e que havia sinais de violência no pescoço, o que poderia indicar uma possível luta entre o agressor e a vítima. Cordas foram encontradas aos pés da vítima, que tinha um cobertor que cobria o rosto e parte do corpo.

Próximo aos pés da vítima foram localizadas algumas cordas, que segundo a polícia teria sido usada para estrangular o homem. Ainda foi encontrado um corte profundo no pescoço da vítima, em uma tentativa de degola. Ele tem uma tatuagem de flor no braço esquerdo.

 

 

 

 

 

Mais notícias