Suspeito aguarda horas e executa médico que deixava o plantão com 15 tiros

Este é o 7º homicídio só no mês de junho na cidade

O médico José Marcial Centurion Cáceres, 50 anos, foi executado a tiros na tarde desta terça-feira (11) quando saía do plantão de trabalho no IPS (Instituto de Prevision Social), localizado na Rua Brasil, bairro XX, em Pedro Juan Caballero, fronteira com Ponta Porã.

O crime aconteceu por volta das 14h, quando o médico entrava em seu veiculo Kia Sorento, cor branca. Ele foi surpreendido por um pistoleiro que pilotava uma motocicleta e realizou 15 disparos de pistola 9mm contra a vitima. José não resistiu e morreu antes de receber atendimento médico.

Testemunhas informaram que o suspeito estava há horas esperando o médico sair do local. De acordo com o site Porã News, investigadores da Divisão de Homicídios e da Polícia Técnica recolheram câmeras de segurança da região, que podem colaborar na identificação do autor. O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) da cidade.

A direção de Policia Nacional do Paraguai em Pedro Juan Caballero recebeu duras criticas, já que este é o 7º homicídio só no mês de junho na cidade. Pedro Juan recebeu reforço policial que realiza controle na entrada da cidade, mas os bairros ficaram sem policiamento.

Mais notícias