Supermercado vendia charque fabricado com carne vencida em MS

Ação da polícia apreendeu mais de 1 tonelada de carne imprópria para consumo

Dono de um supermercado de Porto Murtinho – cidade distante 454 km de Campo Grande, foi autuado nesta quarta-feira (10) por comercializar charque fabricado com carne vencida. Durante a ação policial na cidade, também foi apreendida mais de uma tonelada de carne imprópria para consumo, em uma propriedade rural.

A ação investiga o abate clandestino no município e nesta quarta-feira, o proprietário de 50 anos foi autuado após ser flagrado vendendo o charque que era produzido sem registro de inspeção veterinário oficial. Foi constatada também a utilização de carne vencida na fabricação do produto, ocasião em que foram apreendidos mais de meia tonelada de carne imprópria para o consumo.

Ainda durante a operação, uma conveniência foi vistoriada e no local foi encontrado indícios da comercialização de carne bovina clandestina em razão do tipo de corte. Uma equipe se deslocou até a propriedade rural do dono da conveniência onde constatou a existência de um abatedouro ilegal. Na conveniência, foram apreendidos 771Kg de carne imprópria para o consumo.

O proprietário não se encontrava no local, motivo pelo qual não foi autuado em flagrante. No entanto, ele deverá responder a inquérito policial, assim como o proprietário do supermercado. O crime prevê pena de detenção que varia de dois a cinco anos ou multa.

A ação foi realizada pela Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo), Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros), fiscais do Iagro e da Vigilância Sanitária Estadual. As fiscalizações terão continuidade, bem como em outras cidades do estado visando o combate ao abate clandestino de carne e o seu comércio ilegal.

Mais notícias