‘Sonhei com você’: Major do Exército é denunciado por assédio sexual

Caso é investigado pela Polícia Civil e pelo CMO

Major do Exército Brasileiro, subchefe de unidade em Campo Grande, foi denunciado por assédio sexual e moral contra subordinadas civis e militares. Os fatos ocorreram no ano passado e foram encaminhados à Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) e ao CMO (Comando Militar do Oeste), que abriu procedimento administrativo para investigar o caso.

Conforme documentos que o Midiamax teve acesso, boa parte das mulheres foram molestadas pelo major. Ele supostamente se aproveitava de uma sala exclusiva para exercício da função, onde convidava as vítimas para assuntos não relacionados ao trabalho, principalmente de caráter sexual.

Uma militar foi questionada pelo autor a respeito do volume dos seios, mas não correspondeu como ele esperava. Por este motivo, foi ameaçada de não ter o contrato de trabalho renovado e ouviu que poderia ter a vida profissional destruída. Ela levou o caso ao conhecimento dos superiores.

Outra vítima recebia em seu celular várias mensagens pornográficas do major com convites para encontros sexuais. Uma estagiária que passava por problemas na vida pessoal e estava emocionalmente fragilizada também foi alvo de assédio sexual. Ela chegou a receber ameaças de morte e precisou passar por tratamento psicológico.

Além disso, na denúncia consta que quase todos os trabalhadores da unidade sofreram assédio moral. Uma mulher chegou a ser motivo de piada por parte do major em razão do seu peso. Algumas vítimas tiraram prints das conversas com o major, que apontam o claro interesse sexual.

Conversa enviada pelo major a uma das vítimas. Foto: Reprodução

Em uma das mensagens, ele tenta se justificar a uma vítima. “Ontem vc me falou umas coisas… que concordo… sobre mim… sou muito ligado na sexualidade… isso me traz uma imagem ruim… isso eu tenho que isolar… tenho que tirar de perto de mim… (sic)”, diz. “Respiro sexo… gosto… sou muito amante.. mas… tenho que me isolar.. ou seja… não deixar que os outros saib (sic)”.

“Loira e linda. Além de tudo… é militar. Isso mexe com a cabeça dos homens e mulheres que gostam”. “Certa noite sonhei com vc… até então… não focava nisso… mas… foi muito intenso, talvez pela ligação ou conexão… Coisa de louco. Por isso às vezes queria conversar”, afirma. Todas as imagens foram encaminhadas à Polícia Civil. O boletim de ocorrência na Deam foi registrado no último dia 23 de outubro, e o caso é investigado.

CMO

Em nota, no CMO informou que apura as denúncias. Confira a seguira a nota na íntegra:

O Comando Militar do Oeste informa que recebeu denúncia anônima sobre possível cometimento de assédio por militar do Exército, pertencente a este Comando Militar. A partir disso, foi instaurado Procedimento Administrativo, conforme a Portaria nº 13, do Comandante do Exército, de 14 de janeiro de 2013, para que se verifique os fatos apontados por denúncia anônima. 

As pessoas citadas já estão sendo ouvidas, de forma a se verificar a comprovação da denúncia. Caso haja a confirmação do fato, será instaurado o devido processo legal para responsabilização do militar. 

Cumpre destacar, ainda, que o Exército não compactua com qualquer tipo de irregularidade praticada no seu meio, repudiando veementemente fatos desabonadores da ética e da moral que devam estar presentes na conduta de todos os seus integrantes. A Força se empenha, rigorosamente, para que eventuais desvios de conduta, sejam corrigidos, dentro dos limites da lei.

Mais notícias