Sejusp estuda transferir Depacs para rodoviária velha e ao lado da Defurv

Objetivo é dar mais condições de trabalho aos policiais e melhorar atendimento

As duas Depacs (Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário) de Campo Grande podem mudar de endereço. Depois de anunciar que estuda a transferência da Depac do Centro para a rodoviária velha, a Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) informou que a unidade da Vila Piratininga poderá ser transferida para espaço ao lado da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos), localizada na região do Jardim das Nações.

Segundo o secretário Antônio Carlos Videira, titular da Sejusp, a mudança da Depac Centro está mais próxima, e depende apenas da reforma que a prefeitura fará no prédio da rodoviária velha. Para que a delegacia seja instalada, é preciso espaço de 300 a 400 metros quadrados. “O resto fica por nossa conta, incluindo a instalação dos móveis e dos computadores. O importante é ter um espaço bem localizado e que atenda às necessidades dos policiais e da população”, afirmou Videira.

O secretário afirma que o atual prédio da Depac, localizado na Rua Padre João Crippa, é “apertado”. “Ali não tem espaço para estacionar as viaturas e o acesso para o cidadão também é mais complicado. A ideia é migrar para a rodoviária, onde haverá espaço e mais facilidade de acesso a pontos de ônibus e acessibilidade. Caso houvesse esta mudança, haveria mais espaço para a Depac, em sua nova estrutura, e também para a 1ª DP, que funciona no mesmo prédio na João Crippa.

Conforme já noticiado nesta semana, o delegado-geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas, acerta os detalhes com Valério Azambuja, titular da Sesdes (Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social), que quer levar instalar junto com a Depac Centro, a Gerência Operacional da Guarda Civil Municipal. Desta forma, com as duas forças de segurança operando no local, a tendência é de que diminua o número de usuários de drogas e traficantes que transformam o local numa cracolândia.

Piratininga

A Depac da Vila Piratininga também pode ser transferida de local. O prédio passa por reformas e por enquanto o atendimento está sendo feito na sede da Cepol (Centro de Polícia Especializada), no bairro Tiradentes. No entanto, o objetivo é que seja construído um prédio no terreno ao lado da Defurv, o que facilitaria a realização de uma série de procedimentos, incluindo aqueles que envolvem apreensão de veículos, bem como a perícia, já que ao lado está localizado o Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal).

O projeto está em desenvolvimento e depende de convênio com o Ministério da Justiça e Segurança Pública. O valor investido seria de R$ 2,6 milhões, de um total de R$ 46 milhões que Mato Grosso do Sul espera receber. A definição pode ser divulgada no ano que vem. “O importante é que vamos dar condições de trabalho aos policiais e de atendimento ao público. Também estamos investindo em aparelhamento das polícias e planejamos construir um prédio para a Depac de Dourados, com orçamento de R$ 800 mil”, pontuou o secretário.

Mais notícias