Receita Federal apreende 2,3 milhões maços de cigarros e R$ 4,9 milhões em mercadorias

A Receita Federal apreendeu 2,3 milhões de maços de cigarros contrabandeados e R$ 4,9 milhões em mercadorias sem nota fiscal durante a Operação Muralha, realizada ao longo de 57 dias, entre 13 de maio e 8 de julho, nas fronteiras de Mato Grosso do Sul e Paraná com Paraguai e Bolívia.  Foram apreendidos ainda 35 mil unidades de medicamentos e anabolizantes, 2,8 toneladas de maconha e 383 veículos; 46 pessoas foram presas.

O total de 44,9 milhões em mercadorias representa aumento de 44,7% em relação ao valor apreendido em 2018. O valor se deve à participação do Mato Grosso do Sul nesta fase da Operação e à grande quantidade de eletrônicos, principalmente produtos de informática e celulares de alto valor. As ações foram realizadas pela Receita Federal em conjunto com forças de segurança, intensificando o combate ao crime organizado.

Entre as apreensões do período, as que mais chamaram a atenção no Mato Grosso do Sul foram a apreensão, em Mundo Novo, de uma carreta carregada com 400 caixas de cigarros contrabandeados, avaliados em R$ 1 milhão. No dia 28 de maio houve a apreensão, em Ponta Porã, de nove veículos, todos carregados com mercadorias sem nota, avaliadas em R$ 175 mil. Em Corumbá, uma carreta roubada foi recuperada quando tentava passar a fronteira, resultando na prisão de duas pessoas. 

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras e tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações. O foco é o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos.

Mais notícias