Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Policiais militares suspeitam de carga e apreendem meia tonelada de cocaína em MS

Segunda apreensão expressiva em 3 dias tirou de circulação carga de 537,2 quilos, avaliada em R$ 16 milhões

Na segunda apreensão expressiva de drogas em menos de 5 dias em Mato Grosso do Sul, policiais militares de Fátima do Sul, a 240 quilômetros de Campo Grande, flagraram uma carga com mais de meia tonelada de cocaína, avaliada em R$ 16 milhões, na noite desta terça-feira (19). Dois dias antes, no domingo (17), a Polícia Federal apreendeu 954 quilos da droga.

A informação é de que facções criminosas estariam ‘entregando’ adversários para as autoridades como forma de economizar na guerra pelo controle do narcotráfico em Mato Grosso do Sul. A Polícia Federal confirmou que chegou à quadrilha no domingo após ‘denúncia anônima’.

Já a PM informou que desta vez a droga estava escondida no fundo falso de um caminhão usado no transporte de grãos, que foi abordado pelos policiais militares e passou por vistoria, revelando o entorpecente escondido no tanque sob uma peça de lata.

Em um vídeo divulgado pela Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, é possível ver o momento em que policiais retiram uma lata de proteção colocada pelos traficantes . Embaixo da barreira, foram localizados dezenas de tabletes da droga.

Ao todo, a cocaína somou  537,2 quilos. Dois homens e uma mulher foram presos e encaminhados junto com a droga para a delegacia da cidade, onde o crime foi registrado.

PCC e CV querem controlar MS: ‘rota fácil’

O PCC (Primeiro Comando da Capital) e o CV (Comando Vermelho) brigam pelo controle da ‘rota fácil’ que Mato Grosso do Sul é considerado.

A fiscalização altamente deficitária e a corrupção policial facilitam o tráfico de drogas e contrabando de produtos lucrativos, como cigarros e pneus, com ‘túneis’ nas rodovias e estradas sul-mato-grossenses.

Além disso, MS é considerado estratégico pela posição geográfica, vizinho do Paraguai e Bolívia, que são entrepostos para o narcotráfico internacional latino-americano, e pelo fácil acesso aos principais polos consumidores e portos brasileiros, em SP, PR, RJ, MG e GO/DF.

Na região de fronteira com o Paraguai, as cidades sul-mato-grossenses assistem a verdadeira guerra com execuções e tiroteios quase diários.

Corregedoria atuante na PM e mais apreensões

Após operação da própria Corregedoria-Geral da Polícia Militar, que em maio de 2018 prendeu 21 policiais, entre praças e oficiais, suspeitos de corrupção, as estatísticas de apreensões com flagrantes de narcotráfico ou contrabando de cigarro aumentaram significativamente.

A maioria dos servidores estaduais militares comemora o golpe que a chamada ‘Mafia dos Cigarreiros’ sofreu, desferido pela própria Corregedoria da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, com apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), do MP-MS.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...