Publicidade

Professor de muay thai se fazia de vendedora de calcinha para pedir fotos de mulheres

Fez vítimas em 4 cidades de MS e foi preso em flagrante por ameaça

Um professor de muay thai de 26 anos foi preso nesta quinta-feira (30) pela Polícia Civil de Bonito – a 300 km de Campo Grande. Ele é suspeito de ameaçar a ex-companheira e também, se passar por vendedora de lingerie para pedir fotos íntimas de mulheres. Após preso em flagrante pela ameaça, a polícia descobriu que o professor já era investigado por crimes em Campo Grande, Jardim e Dourados.

Foto: Divulgação.

A polícia chegou até o suspeito após ele se apossar do celular da ex para verificar se estava sendo traído. Conforme as informações do delegado de Bonito, Gustavo Henriques Barros, após ser ameaçada, ela acionou a polícia.

Henriques explicou que, quando o aparelho foi recuperado, a polícia descobriu que o homem utilizou os aplicativos de redes sociais da ex para pedir fotos íntimas de outras mulheres, geralmente do mesmo circulo de amizade, se passando por uma vendedora de lingerie. “A Polícia Civil de Bonito após investigações constatou que o professor já estava sendo investigado em outras cidades, suspeito de se passar por mulher com o objetivo de conseguir as fotos íntimas”, afirmou o delegado.

Os crimes ocorreram nas cidades de Jardim, Dourados e Campo Grande. Cinco ocorrências já foram registradas contra o professor, que se encontra preso na delegacia de Bonito.

Na Capital o professor teria sido preso após ser flagrado armazenando em seu celular, imagens de adolescentes de 12 anos nuas. As fotos teriam sido obtidas com o mesmo modos de operação – ao se passar por vendedora de lingeries. Além da ameaça, o professor responderá por falsa identidade.

Mais notícias