Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Após massacre, polícia investiga ameaça de ataque a escola de MS que circula na internet

Direção informou que providências já foram tomadas

Um print com ameaças e uma foto de alguém segurando uma arma de fogo mobilizou autoridades policiais na manhã desta sexta-feira (15), em Nova Andradina, a 120 quilômetros da Capital. De acordo com o site Nova News a imagem estaria circulando em grupos de WhatsApp.

(Foto: Nova News)

Na imagem de baixa definição é possível identificar as frases ameaçadoras, supostamente direcionadas a Escola Estadual Padre Anchieta, localizada no bairro Vila Operária.  “Padre Anchieta né? Fica esperto. O trem tá chegando. Vocês vão morrer”.

Segundo as informações, os responsáveis pela instituição de ensino afirmaram que já teria tomado conhecimento da circulação da imagem e, inclusive por medida de precaução, um boletim de ocorrência por crime de ameaça havia sido registrado na Delegacia de Polícia de Nova Andradina.

Ainda de acordo com a direção da escola, a PM (Polícia Militar) também foi informada e teria disponibilizado viaturas para as rondas na região. A diretora ressalta que, no momento, não há motivo para pânico, uma vez que, as devidas providências já foram tomadas.

Conforme ainda o Nova News, a delegada Daniella de Oliveira Nunes Leite informou que o caso é apurado pelo SIG (Setor de Investigações Gerais). “Estamos atuando no sentido de tentar localizar a origem da postagem para, na sequência, apurar a veracidade da ameaça”, explicou.

Daniella também disse que o SIG efetuar as devidas verificações com relação à arma que aparece no print. “Estamos investigando se o revólver da postagem realmente estaria sendo segurado por quem escreveu a ameaça ou se seria uma imagem que apenas foi copiada e reproduzida pelo autor”, pontuou a delegada.

“A imagem circulou em vários grupos e foi compartilhada inúmeras vezes e isso dificulta o seu rastreamento, porém, estamos atuando para localizar o aparelho de origem da postagem”, concluiu Daniela.

Vale lembrar que quem tiver alguma informação que possa colaborar com a polícia, pode entrar em contato pelo telefone do SIG (67) 3441-3794 ou na 1ª Delegacia (67) 3441-1316. “Não sabemos se a postagem é uma ameaça real ou alguma brincadeira de mal gosto, porém, nossa missão é apurar os fatos”, finalizou Daniella.

Comentários
Carregando...