Populares reclamam de infrações em avenida onde pedestre morreu atropelada

Motoristas costumam fazer retorno na contramão

Na noite de quarta-feira (9), Lucilei de Jesus Sales dos Santos Salles, de 44 anos, foi vítima de atropelamento na Avenida Gunter Hans, nas proximidades do Hospital do Pênfigo em Campo Grande. O local do acidente é alvo de reclamação de quem trabalha na região, já que muitos motoristas invadem a contramão para fazerem o retorno na avenida.

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax conversou com funcionários de estabelecimentos que trabalham nos locais próximos de onde ocorreu o acidente. Lucilei teria atravessado fora da faixa de pedestres quando foi atropelada por um motociclista. No entanto, populares afirmam que os maiores problemas na região são as infrações cometidas por motoristas.

Um atendente de 26 anos contou que há um retorno na avenida, mas apenas motoristas que seguem para a região central podem fazer a manobra. Mesmo assim, condutores de carros e motocicletas invadem a contramão. “Eles não respeitam e vão na contramão para fazerem o retorno”, relatou.

O rapaz contou que trabalha há três anos na região e que as maiores irregularidades que já viu são dos motoristas, que param no meio da via com pisca alerta ligado para fazerem o contorno na via. Um borracheiro de 20 anos relatou não lembrar de ter visto atropelamentos na região, mas que sempre ouve e presencia buzinadas e freadas bruscas por conta da infração que os motoristas cometem.

Joel Vieira (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Joel Vieira, de 48 anos, disse que a faixa de pedestre fica a 150 metros aproximadamente do local onde a vítima foi atropelada. Ele ressaltou a imprudência dos motoristas, dizendo que há três anos o sobrinho sofreu acidente no mesmo local e estava de motocicleta, quando outro motociclista fez o retorno na contramão e provocou a colisão.

Com o acidente o sobrinho de Joel sofreu ferimentos leves, mas o condutor que teria provocado o acidente teve amputação de perna. Ele ainda lembrou de um outro acidente que teria ocorrido há aproximadamente um ano e meio, em que um motociclista empinava o veículo e acabou morrendo após perder o controle e colidir em um poste.

Mais notícias