Policial militar de MS é condenado a 14 anos por tráfico de drogas em SP

PM reformado de Corumbá foi preso com carregamento de 1 tonelada de cocaína

Foi condenado pela Justiça Federal a 14 anos e 7 meses de prisão o Policial Militar reformado de Corumbá, Mário Márcio da Silva de 44 anos, preso em fevereiro deste ano com 1 tonelada de cocaína e armamento, no Guarujá em Santos.

A decisão foi da 5º Vara da Justiça Federal de Santos que o sentenciou a 14 anos e 7 meses de prisão em regime fechado. O militar está detido no presídio Militar paulista.

Ele foi preso em fevereiro quando transportava em um caminhão baú cocaína escondida em fundo falso, um total de 1 tonelada. Em uma espécie de bunker encontrado pela polícia na época da sua prisão foram localizados em uma sala inacabada armamento como fuzis e dinheiro em espécie. Em 2013, Mário Márcio se tornou sargento e entrou para a reserva em Mato Grosso do Sul.

De acordo com o G1, o juiz da 5ª Vara Federal de Santos (SP), Mateus Castelo Branco Firmino da Silva, determinou que o PM, recolhido no presídio militar Romão Gomes, em São Paulo, cumpra pena em regime fechado e que pague 2 mil dias-multa. 

“No que tange à autoria, compreendo que esta se encontra plenamente comprovada pelos depoimentos das testemunhas, pela Carteira Nacional de Habilitação apreendida na segunda diligência, juntamente com 21 celulares que armazenavam vídeos que registraram o manuseio de tabletes em meio à carga de contêineres”, escreveu o juiz no trecho da decisão publicado pelo G1.

Mario Márcio foi preso por conta de denúncia encaminhada à PF em razão do uso de uma casa no Guarujá como entreposto de grande quantidade de cocaína destinada à exportação. Ele foi detido na frente da residência. O local funcionava como depósito que armazenava a carga antes do embarque em navios.

Policial militar de MS é condenado a 14 anos por tráfico de drogas em SP
Mais notícias