Polícia usa imagem de satélite e autua infrator em R$ 4,8 mil por desmatamento ilegal

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Bela Vista utilizou imagens de satélite e autuou um infrator em R$ 4,8 mil por desmatamento ilegal de 16 hectares. Segundo a polícia, em vistoria visando o combate do desmatamento ilegal com uso de imagem de satélites na operação Cervo-do-Pantanal, a Polícia Militar Ambiental de Bela Vista verificou uma área desmatada de 16 hectares destruídos, com medidas conferidas com GPS.

O infrator de 49 anos, residente em Bela Vista, suprimiu a vegetação entre os anos de 2013 e 2015 e não possuía autorização ambiental para a atividade. No lugar da floresta desmatada havia pastagem e criação de gado no local. A madeira proveniente do desmatamento não estava mais no local. Ele foi autuado e recebeu multa administrativa de R$ 4,8 mil.

O autuado também responderá por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção. Além disso, ele foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Mais notícias