Polícia prende trio que roubava vacas nelore de fazendas em Cassilândia

Os animais estavam em situação de maus tratos

Dois funcionários de uma fazenda, de 24 e 68 anos, foram presos na última sexta-feira (9) em Cassilândia, a 432 kg de Campo Grande, após furtarem 45 bezerras paridas, da raça nelore, de propriedades vizinhas. O patrão deles, de 49 anos, que ordenou a ação, tentou fugir da prisão indo para casa da mãe, em São José do Rio Preto (SP).

Segundo o registro do caso, o proprietário dos bovinos percebeu que uma caminhonete F1000, preta, estava nos arredores do curral. Logo depois, os animais sumiram, todas vacas paridas, deixando os bezerros famintos. Elas têm marcas e brincos que identificavam a propriedade que pertencem.

A Polícia Civil do município começou a investigar o caso e descobriu que um homem, com antecedentes criminais de roubo de gado e que faz uso de tornozeleira eletrônica, foi visto em um lava-jato tirando barro e poeira de um veículo.

Olhando os registros da tornozeleira, contatou interrupções no monitoramento nos dias em que as vacas sumiram. Ele foi um dos detidos, mas as buscas continuaram.

Um informante anônimo disse ter avistado os autores carregando os animais em dois caminhões boiadeiros. Os agentes foram até a fazendo em que eles trabalhavam e localizaram as vagas recém furtadas e também de outras propriedades.

Os animais estavam, timidamente, em situação de maus tratos, a ponto de alguns não conseguirem andar. Os funcionários e veículos foram encaminhados à Delegacia de Polícia do município de Cassilândia, onde o caso registrado. Já o proprietário da fazendo está sendo procurado.

O gado foi imediatamente restituído as vítimas, para que retornem à convivência com os bezerros, de três a cinco meses, pois necessitam de amamentação.

 

 

Mais notícias