Publicidade

Polícia prende padrasto por matar bebê de MS espancado em Goiás

Velório será em Costa Rica (MS), cidade natal da menina

A Polícia Civil de Mineiros de Goiás (GO) investiga a morte de uma menina de pouco mais de um ano que morreu após ser agredida a socos. O padrasto da criança, de 21 anos, foi preso na sexta-feira (19) e confessou o crime.

Em entrevista ao site Verde Vale FM, ele detalhou que agrediu a criança porque ela chorava e não queria dormir. A menina chegou a ser socorrida e levada em estado grave a um hospital de Rondonópolis (MT), mas não resistiu aos ferimentos. O velório será em MS.

De acordo com o site Verde Vale, o delegado que investiga o caso, Júlio César Arana, contou que a suspeita do espancamento ocorreu porque os policiais encontraram uma camiseta do padrasto suja de sangue. Foi quando ele confessou o crime e disse que havia bebido durante a madrugada.

Quando retornou para casa, bateu diversas vezes na nuca da bebê para ela parar de chorar. Com as agressões, ela caiu da cama. Foi quando ele acordou a mãe da criança informando da queda. Ela foi socorrida, mas no hospital foi constatado que havia sofrido traumatismo craniano. Pelo estado de saúde, ela chegou a ser transferida para Rondonópolis (MT), mas não resistiu aos ferimentos.

Conforme o site MS Todo dia, o pai da criança que é natural de Costa Rita vive atualmente em FIgueirão e está muito abalado. O velório será na cidade natal da menina.

Mais notícias