Suspeito de enviar fotos de mortos a adolescentes de MS tem sigilo do e-mail quebrado

Suspeito usa número estrangeiro para fazer ameaças as vítimas

A Polícia Civil pediu a quebra do e-mail do suspeito de ameaçar adolescentes com envio de fotos de pessoas mortas, e facas. O pedido de quebra foi feito ao Google. As ameaças começaram no dia 8 de abril.

Segundo a delegada Anne Karine da Depca (Delegacia Especializada de Atendimento à Criança e ao Adolescente) foi feito o pedido de quebra do e-mail, já que o número cadastrado – mesmo sendo estrangeiro – estaria vinculado a uma conta brasileira.

A delegada espera pela autorização da Justiça para a quebra dos IP’s do Instagran e do WhatasApp, meios usados pelo suspeito para fazer as ameaças aos 8 adolescentes. Uma das gravações entregues a polícia tem o áudio com a voz do autor.

Prints das conversas enviadas para os adolescentes foram entregues à polícia. Segundo a delegada, o autor não teria feito nenhum tipo de exigência ou chantagem, como o envio de fotos nuas por parte das vítimas.

Ainda segundo Anne Karine, os adolescentes à princípio não teriam ligação entre si, mas poderiam se conhecer pelo Instagran ou participaram de grupos em comum do WhatsApp.

 

 

 

 

 

 

 

Mais notícias