Polícia paraguaia ‘fecha cerco’ e aborda todo mundo que entra por Porto Murtinho

Policiais passaram a fiscalizar veículos e pessoas que circulam na região

A Polícia Nacional do Paraguai fecha o cerco na fronteira com Mato Grosso do Sul. Os policiais orientam que as pessoas saiam de casa portando os documentos pessoais e dos veículos. O país de fronteira atribui a intensa fiscalização ao aumento de fluxo de pessoas na região com a construção da Rota Bioceânica.

As fiscalizações acontecem na região da cidade paraguaia de Carmelo Peralta, que faz fronteira com o município de Porto Murtinho. Os policiais passaram a fiscalizar veículos e pessoas que circulam pelas ruas do município fronteiriço.

A polícia afirma que desde o início da construção da Rota Bioceânica, o número de pessoas circulando em Carmelo Peralta vêm aumentando nos últimos meses. “A cidade está crescendo a cada dia, todos os dias chega gente de várias partes para trabalhar na construção da Rota (estrada), e com esse desenvolvimento precisamos nos precaver fazendo o nosso trabalho para a segurança da população”, explicou o subcomandante Meirelles.

Mais notícias