PMMS lamenta morte de sargento e destaca serviços prestados

Militar encontrado morto havia trabalhado, inclusive, com a Força Nacional de Segurança

O terceiro sargento Ricardo Lopes Paulino, de 43 anos, encontrado morto neste domingo, em Campo Grande, estava na Polícia Militar de Mato Grosso do Sul há quase 16 anos. Ele ingressou em 2003 e em 2013 foi promovido a cabo. Em seguida, ficou em terceiro lugar no curso e foi promovido a sargento no ano de 2018.

Por meio de nota publicada no site oficial, o comandante-geral da corporação, coronel Waldir Ribeiro Acosta, lamentou o ocorrido, prestou solidariedade aos familiares e destacou os serviços prestados. “O militar atuou brilhantemente representando o Estado em três edições da Força Nacional de Segurança Pública, marcadas por muito esforço e dedicação ímpares em prol da Segurança Pública e pelo intenso combate à criminalidade”.

Atualmente ele servia no Esquadrão Independente de Policiamento Montado, e amanhã completaria um ano na graduação de sargento. O militar foi encontrado morto com tiro na boca e a Polícia Civil trabalha com hipótese de suicídio.

O sargento Paulino, nasceu em 24 de maio de 1976,  deixa a mãe, o irmão e três filhos. O velório acontecerá hoje, a partir das 15 horas, na capela do Cemitério Jardim das Palmeiras,  na Avenida Tamandaré, 6934, Vila Neusa.

Mais notícias